2

Meu Conselho Para Profissionais Ambiciosos: Construa Algo

“Sou uma pessoa ambiciosa e quero avançar rapidamente na minha carreira. O que eu deveria fazer?”

É simples. Construa algo.

Sempre que trabalho com um(a) cliente para posicioná-lo profissionalmente, ele(a) descobre inevitavelmente que o seu valor de mercado corresponde ao que construiu até agora.

Valor de mercado vs O que já construiu

A melhor coisa que você pode fazer para avançar profissionalmente, quer tenha 18 anos ou 45, é construir algo. Você deve investir a maior parte do seu tempo disponível contribuindo para um projeto real, concreto, além do escopo das suas atividades diárias.

O melhor investimento de tempo e esforço que pessoas ambiciosas podem fazer para seu desenvolvimento pessoal e profissional é construir algo. Isso as torna pessoas melhores, as prepara para grandes oportunidades de carreira e desperta a meta de serem criadores. Eventualmente, desencadeia o desejo de controlar a própria vida ao invés de encher linguiça no seu currículo em busca de oportunidades de emprego em grandes empresas.

oportunidades

Se você for como muitos dos meus clientes quando começam a trabalhar comigo, você acredita que seus cursos lhe conferem uma vantagem competitiva no mercado de trabalho.

Você está errado(a).

Todos que têm o mínimo de experiência contratando membros para sua equipe sabem que as formações não preparam o indivíduo para o mercado de trabalho, por vários motivos:

  1. O ritmo do trabalho na vida real não funciona como o ritmo da vida acadêmica.
  2. O horário de trabalho na vida real não corresponde aos horários da vida acadêmica.
  3. A maneira de trabalhar na vida real não corresponde à maneira de trabalhar na vida acadêmico.
  4. O que é valorizado na vida acadêmica não é valorizado na vida real, e o que é valorizado na vida real não é valorizado na vida acadêmica.

Construa algo.

Um site, um livro, um blog, um podcast, um aplicativo, uma planilha financeira, um curso, uma pequena placa eletrônica, uma peça de roupa… Não importa.

O melhor que pode fazer para seu futuro é trabalhar em um projeto (solo ou em equipe) que lhe permite construir algo, no qual você tenha voz ativa nas decisões do projeto.

Esse desafio vai contribuir para seu desenvolvimento pessoal, profissional e vai motivar você como nenhuma outra atividade conseguiria.

Construir é difícil pacas

Para seu desenvolvimento pessoal, nada compete com construir algo.

Não é fácil ir em busca de construir algo. Talvez seja fácil acordar e se compremeter em avançar num projeto que iniciou antes de ontem. O desafio é manter firme esse compromisso uma semana, um mês ou um semestre depois de ter iniciado.  Isso cultiva a atitude empreendedora e a iniciativa.

energizada

Quando você constrói, se responsabiliza por todas as decisões necessárias. Cada uma pode levar ao sucesso ou ao fracasso. Em muitos casos, precisa superar seu medo do fracasso para conseguir se manter ativo no projeto. Não tem como apontar o dedo para ninguém quando algo dá errado.

Cada decisão pode levar a dezenas de caminhos possíveis, cada um com resultados distintos. Você navega no mundo da ambiguidade. Não tem resposta “certa” ou “errada”. Você precisa decidir até que resultados seriam mais favoráveis do que outros, pois nem isso consta na cartilha.

Na vida acadêmica ou na hierarquia de uma empresa, nos acostumamos a ter alguém de fora avaliando nosso progresso e nosso desempenho. Eles decidem semi-arbitrariamente se sucedemos ou fracassamos. As provas de múltipla-escolha são corrigidas com gabaritos que determinam se nossa resposta é certa ou errada. Até as provas de respostas abertas tem gabaritos que ajudam na sua correção. Algumas resposta são mais certas do que outras.

prova-multipla-escolha

Quando você constrói algo, não tem gabarito. Quem inventa o gabarito é você. VOCÊ define os padrões e erro a acerto. Precisa ajustar sua abordagem constantemente baseado em novos dados que recebe e que resultam dos seus experimentos.

Isso exige responsabilidade e empenho. Exige que você faça algo difícil.

Até se o seu projeto fracassar, você não terá fracassado. Muito pelo contrário, mas só SE você seguir o processo de criação e desenvolvimento: definir objetivos, definir padrões de avaliação, comparando seus resultados com esses padrões e agindo constantemente para construir.

A morte do diploma

Para seu desenvolvimento profissional, nada compete com construir algo.

A maior parte da construção na qual jovens ambiciosos participam acontece em busca de algum diploma ou certificado. Eles acreditam que esse diploma PROVA que sabem o que precisa ser feito e merecem a confiança de outrém para participar da construção de algo.

diploma

Esse mito está enfraquecendo cada dia que passa, felizmente. Com a chegada do mundo da internet, é possível verificar com uma pesquisa no Google o que uma pessoa já construiu. Essa possibilidade confere mais peso do que nunca à experiência de ter construído algo.

As empresas se importam cada vez menos com sua formação, acadêmica ou não. Ao invés, querem que você demonstre que sabe construir algo. Querem saber que você consegue identificar uma oportunidade interessante, desistir quando necessário, lançar um projeto na linha dessa oportunidade, avançar e, sempre que possível, concluir.

Um registro fatual de construção vale infinitamente mais do que um diploma.

Quanto mais você constrói, mais você constrói

Quer se motivar? Comece a construir algo.

Um(a) verdadeiro(a) profissional não espera que a inspiração venha para começar a trabalhar.

Ele(a) começa a trabalhar.

Quando mais constrói, mais constrói.

Comece a construir publicando um blog todos os dias.

Comece a construir desenhando uma charge todos os dias.

Comece a construir criando 10 ideias novas todos os dias.

Comece a construir aprendendo a programar em PHP.

Não importa se você tem um assunto para escrever, desenhar ou um aplicativo a programar.

Comece.

O assunto e o aplicativo surgirão no tempo certo.

Se você decidir lançar uma empresa e colocar tudo em movimento para torná-la real, vai encontrar toda a motivação necessária para adquirir as habilidades necessárias.

Nada motiva como o trabalho de construção. A gente fica motivado automaticamente a melhorar na busca do trabalho. Se você sentir que programar um aplicativo é um trabalho significativo, vai dar um jeito de adquirir as habilidades necessárias para programar a próxima fase do projeto. É mil vezes mais fácil desenvolver essas habilidades no contexto do projeto do que no vácuo.

Comece agora!

como-comecar

Se você concordar com tudo o que eu disse até agora mas não souber o que construir, então comece a construir qualquer coisa.

Vai se surpreender com a motivação e criatividade que vai aparecer na sua jornada.

Martin Messier
 

Martin Messier é empreendedor desde 2000, quando deu sua demissão da empresa de telecomunicação na qual trabalhava. Fundou sua primeira empresa de treinamento empreendedor aos 23 anos de idade. É autor dos livros "Desafiando As Probabilidades" e "Get It!", proprietário da rede Toca da Empada em São Luis do Maranhão, e co-fundador do programa Coaching180.

Clique Aqui Para Deixar Um Comentário Abaixo 2 comentários