10 Regras Para Ser Notado No Seu Primeiro Mês No Emprego

Quando preparo um cliente para ingressar numa nova empresa, pensamos muito sobre como ele vai poder aproveitar seu primeiro mês no emprego.

Durante os 100 primeiros dias, existe uma janela psicológica na equipe da empresa durante a qual o novato tem uma oportunidade de impacto muito maior. Todos estão “assistindo” para sentir e identificar o tom do recém-chegado a fim de posicioná-lo na sua mente. Não há momento mais oportuno para você mostrar a que veio. Destes, os 30 primeiros são os mais importantes.

Continue lendo

A Fórmula Para Ter Resultados E Como Usá-La

Segue uma solução que vai eliminar sua confusão mental e colocar você de volta no caminho dos resultados que deseja.

Todos nós já passamos por isso: você está sentado na sua mesa pensando, frustrado com a falta de resultados na sua empresa. Você chega à conclusão que você está trabalhando demais sem conseguir resultados (vendas, clientes, renda) ou não está fazendo a coisa certa.

Continue lendo

O Colaborador de Equipe Nível 4

Aprender a trabalhar em equipe nem sempre é fácil. Geralmente, requer uma mudança de paradigma drástica para que um indivíduo alcance o quarto nível de colaboração em equipe.

A cultura brasileira (e muitas outras no mundo) não valoriza tanto o trabalho em equipe. Os heróis culturais são sempre indivíduos. Pense em Pelé, Xuxa, Roberto Carlos, Besouro, Ivete Sangalo, e Chico Rei. Cada um é um ícone de independência e de individualidade. Por isso, crescemos com a ideia de nos tornarmos também heróis individuais.

 

Continue lendo

Os Líderes Comem Por Último

Simon Sinek afirma: “a liderança é colocar os outros na frente.”

Ser um lider, diz Simon Sinek, autor de Por Que? e Leaders Eat Last (que ainda não foi traduzido para o português), não tem a ver com estar no comando, ter todas as respostas ou ser a pessoa mais qualificada na sala de reunião. Ao invés, liderar significa criar um “círculo de segurança”, uma cultura que confere às pessoas um sentimento de proteção e de estar fora de perigo dentro da organização. Isso, em si, lhes permite concentrar seu tempo e energia para proteger a organização de ameaças externas e capitalizar em grandes oportunidades.

Seguem três princípios da visão de liderança de Simon Sinek:

1. Os líderes precisam aceitar que sua responsabilidade não é a perfórmance da empresa. É a perfórmance de sua gente. Isso não significa números, mas que as pessoas estejam trabalhando no seu maior potencial. Estão recebendo oportunidades para tentar, fracassar e tentar de novo?

2. Os líderes, qualquer que seja o tamanho de sua equipe, são aquele dispostos a colocar os interesses de outras pessoas antes dos seus. Para empreendedores ou donos de pequenos negócios, isso significa se comprometer com o sucesso de seus clientes. Essa atitude se traduz diariamente no trabalho para ajudar todos a crescer sua lucratividade, e não apenas a própria.

3. Quando um funcionário estiver passando por um momento baixo, não o demita. Ao invés, faça coaching com ele. Sinek fala sobre a experiência da empresa de tecnologia Next Jump. Esta empresa segue a política do emprego vitalício. Uma vez que demitir deixou de ser uma opção, dedicaram mais cuidado na contratação das pessoas certas, avaliando não só habilidades e experiência, mas o caráter também. O treinamento se tornou mais extenso. Grupos de apoio se formaram em cada parte da empresa, e as avaliações de rendimento se tornaram mais abertas, honestas e verdadeiras. O giro de funcionário caiu de 40% (a média do setor) para 1%. Os melhores líderes não apertam as pessoas cujo rendimento está enfraquecido; eles as ajudam.

Compartilhe